Buscar

26 março 2014

ESTADUAL Um Passo à frente nas semifinais

ESTADUAL

Um Passo à frente nas semifinais

26.03.2014

Após assegurar dois pontos de bonificação para o hexagonal, Leão tenta repetir a dose na fase final vencendo o Horizonte nesta noite no PV


Image-0-Artigo-1575095-1
Atacante Paulinho, que veio emprestado pelo Grêmio, mostrou bom futebol na vitória passada frente ao Guarany de Sobral e se credenciou para ser o companheiro do artilheiro Robert neste jogo decisivo contra o Horizonte, no PV
FOTO: KID JÚNIOR
Até o presente momento, o Fortaleza disputará hoje, às 20h20 no PV, o seu jogo mais importante do Campeonato Cearense até então. À sua frente estará o sempre indigesto Horizonte, mas uma coisa anima bastante os tricolores. Na liderança do hexagonal do campeonato, o Leão está com 18 pontos ganhos. Uma simples vitória hoje não permitirá mais aos outros adversários que lhe alcancem na pontuação.
O triunfo nesta quarta-feira permitirá ao clube entrar na fase seguinte, o cruzamento semifinal, com o direito de fazer o segundo jogo em casa para ir à final do campeonato. Além disso, para ser campeão, bastaria ao clube do Pici empatar as quatro partidas que lhe restariam até alcançar o título.

Daí a importância do jogo e da necessidade de a torcida comparecer. Apesar disso, a diretoria tricolor não fez promoção de ingressos para hoje.
Por outro lado, os dirigentes informaram que pagaram todos os vencimentos dos jogadores, como forma de motivá-los para a fase final da competição.
Impor ritmo
Para o meia Edinho, o Fortaleza precisa impor seu ritmo diante do Horizonte, apesar de elogiar o adversário. "O Horizonte é um time contra o qual a gente já fez várias partidas. É uma ótima equipe, que joga muito bem, mas vamos tentar impor o nosso ritmo, com o apoio da torcida, para superar a dificuldade que sempre encontramos diante deles", disse o meia.
Para o técnico Marcelo Chamusca, existe um componente qualquer que faz sempre o Horizonte dificultar as coisas para o Tricolor. "É um time com muita qualidade, mas já observei que contra o Fortaleza, eles se empenham mais. Deve haver algum componente aí nessa rivalidade", suspeitou Chamusca.
Apesar de estar há 24 jogos sem perder no Campeonato Cearense, o treinador ressalta que isso continua sem interferir nos objetivos do clube. "Invencibilidade é peso zero no nosso grupo, mas agora não podemos pensar em derrota. Aliás, muita gente fala nisso, mas como se pode planejar uma derrota? As coisas estão acontecendo naturalmente", argumentou o treinador.
Estreia
Marcelo Chamusca vai mexer no time em relação à formação que venceu o Guarany de Sobral no último jogo em três posições. Será promovida, inclusive, uma estreia, a do zagueiro Genilson, contratado junto ao Potiguar de Mossoró. O atleta substitui Max Oliveira, que recebeu o terceiro cartão amarelo. "A oportunidade chegou, de mostrar a minha raça por esse time e dar o meu melhor para que possamos sair de campo com a primeira colocação", garantiu Genilson. "Dá sempre um friozinho na barriga em uma estreia, mas estou torcendo para que chegue logo o momento de entrar em campo", completou o atleta.
Exame diário
Diariamente, os fisiologistas do Fortaleza fazem exames para saber quem está com fadiga muscular, tudo para saber quem tem condições de atuar os 90 minutos. O exame é de creatina quinase (CK), que é uma enzima que se encontra em pequenas quantidades em todos os tecidos musculares. Ela é libertada sempre que o corpo está sujeito a grande estresse físico.
Quem está nessa situação é o volante Corrêa, que fica aguardando no banco de reservas, enquanto Guto reassume a posição de titular. Já Romarinho perde a posição para o atacante Paulinho, que mostrou estar num melhor momento.
Continuam de fora
Ressalte-se que atletas como o atacante Waldison, o lateral-esquerdo Fernandinho, o zagueiro Luís Gustavo e o centroavante Diego Neves estão em fase de recuperação, acometidos por diferentes tipos de lesão. O meia Evandro viajou para Minas Gerais, onde participará hoje de uma audiência trabalhista, e também foi liberado do jogo.
Desses atletas, Waldison, Fernandinho e Diego Neves estão sendo preparados para atuarem no clássico de domingo contra o Ceará. Mesmo se ganhar a primeira colocação para as semifinais hoje, o Tricolor deve entrar com força máxima no Clássico-Rei, por conta do regulamento. "Temos que somar pontos até a partida final", disse Chamusca.
O céu ou o 'inferno em 90 minutos
O Campeonato Cearense se aproxima do seu final, mas ainda há tempo para uma última maratona de jogos. E o clube que mais irá sofrer com a sequência de jogos em um curto período de tempo será o Horizonte. Em cinco dias, serão três partidas disputadas pelos horizontinos e todas elas fundamentais para a sequência da competição.
Se o Estadual terminasse hoje, o Galo do Tabuleiro, quarto colocado com 10 pontos, enfrentaria o líder Fortaleza. Ambos os times fazem uma prévia deste eventual duelo de semifinal nesta noite, no PV.
Entretanto, o Hexagonal está em aberto e tudo pode mudar. A imprevisibilidade do certame aumenta ainda mais a importância de uma vitória hoje.
Caso consiga os três pontos, o Horizonte terá de torcer para o Icasa não vencer o Guarany, em Sobral, para sair de campo semifinalista. Um empate contra o Fortaleza não garante a vaga e ainda coloca em risco a permanência no G-4.
Ainda em caso de revés horizontino e de triunfo icasiano nesta noite, por exemplo, o embate entre Horizonte e Icasa, sexta-feira, valerá uma posição entre os quatro melhores do torneio.
Por outro lado, caso tudo dê certo nos dois primeiros jogos da maratona, o embate de domingo contra o Guarasol é fundamental na luta por um lugar na Série D do Campeonato Brasileiro. A vaga será dada para o melhor time cearense que não tem participação confirmada em nenhuma Divisão do Nacional.
Para o primeiro jogo desta maratona, o técnico Roberto Carlos não poderá contar com Dico, que já atuou no Estadual pelo Tiradentes e não pode jogar. Desta forma, a dupla de ataque será composta por Moré e Marciel.
Ivan Bezerra
Repórter
arte1

arte2

Nenhum comentário:

Postar um comentário